Viração mobiliza jovens para ação da Talk2U sobre discurso de ódio

A Talk2U lança uma nova experiência de aprendizagem destinada a ajudar os jovens a lidar com o discurso de ódio online. “Como Se Eu Fosse” foi criado para mitigar o impacto no bem-estar social, emocional e mental dos jovens por meio de intervenções digitais baseadas em evidências. A Viração em parceria com o novo projeto mobilizou os jovens que contribuíram na elaboração do conteúdo da experiência chatbot.

Para validar seus efeitos em jovens de 18 a 29 anos, esta proposta inovadora estará disponível gratuitamente via WhatsApp por tempo limitado durante o projeto piloto de pesquisa. Se você estiver interessado em participar, por favor, junte-se à conversa aqui.

Segundo a Safernet Brasil, o aumento de denúncias envolvendo discurso de ódio online foi de 67,7% durante o ano de 2022. Os crimes de ódio com maior aumento foram xenofobia, intolerância religiosa e misoginia.

O que torna essa situação ainda pior é que, de acordo com pesquisas, jovens vítimas de discurso de ódio online podem apresentar baixa autoestima, sentir-se solitários ou isolados, sofrer de distúrbios do sono, aumento da ansiedade e sentimentos de medo e insegurança, bem como níveis diminuídos de confiança. Eles também podem não ter estratégias de enfrentamento adequadas para mitigar os danos do discurso de ódio e buscar vingança. O impacto em seu bem-estar é enorme.

A Talk2U está lançando sua sexta experiência de aprendizagem, “Como Se Eu Fosse”, com o apoio do UNICEF Venture Fund em colaboração com End Violence Against Children. Nesta abordagem inovadora, os jovens interagem com um personagem de IA via WhatsApp e passam por uma jornada personalizada de até 7 conversas de bate-papo terapêuticas que fornecerão as ferramentas e habilidades necessárias para prevenir crimes e lidar com o Discurso de Ódio.

Especialistas têm destacado que aumentar a conscientização sobre o impacto dos crimes de ódio na saúde e no bem-estar pode ajudar a aumentar a empatia em relação às vítimas e promover apoio. Além disso, habilidades de autocompaixão, regulação emocional e relacionamentos interpessoais são competências que podem ajudar uma pessoa a lidar com essa situação difícil de maneira saudável.
Em parceria com o UNICEF Brasil, Weni, Viração Educomunicação, Redes Cordiais e membros da Ashoka Young Changemakers, esta experiência de aprendizagem foi criada em conjunto com psicólogos, roteiristas, especialistas no temas e em comunicação, além de um comitê de jovens convocado para representar as vozes de seus pares, resultando em um bate-papo interativo e envolvente com conteúdo útil.

Monise Berno, coordenadora de Comunicação da Viração, falou sobre a atuação da organização na mobilização de jovens junto da Talk2U: “A nossa atuação na parceria com a Talk2U se deu na mobilização de jovens para participarem da iniciativa. Jovens do projeto Agência Pra Brilhar participaram de um encontro com a equipe de profissionais da Talk2U para discutir o tema do discurso de ódio. em seguida, tanto estes jovens da Agência Pra Brilhar quanto jovens de outros projetos e programas da Viração, como a Agência Jovem de Notícias e EducaSTEM 2030, foram mobilizados pela nossa equipe a participar das atividades de reflexão e de co-criação do conteúdo da experiência do chatbot que agora chega ao Whatsapp.”

Com uma forte missão de tornar os seus projetos baseados em evidências, a Talk2U está atualmente desenvolvendo um projeto piloto com o propósito de investigar os efeitos da experiência em jovens de 18 a 29 anos. Por tempo limitado, será aberto e gratuito para qualquer pessoa interessada em contribuir como participante de pesquisa neste projeto de ponta. Após esse período, a experiência estará disponível
por meio de um modelo baseado em assinatura.

Se você quiser contribuir na batalha contra o discurso de ódio, você pode participar iniciando uma conversa via WhatsApp com Como Se Eu Fosse hoje. Acesse este link, inicie a conversa pelo WhatsApp e faça parte da solução.

Sobre a Talk2U

A Talk2U é uma empresa de terapia digital de ponta que trabalha para melhorar o bem-estar social, emocional e mental dos jovens na intersecção entre psicologia e tecnologia.
Criamos bate-papos terapêuticos combinando histórias envolventes, intervenções baseadas em evidências e tecnologia inovadora para ajudar os jovens a se sentirem vistos e acolhidos enquanto desenvolvem as habilidades necessárias para enfrentar os desafios da vida diária.

Fonte:

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress