No Cepa, secretário conhece projetos de fomento ao protagonismo juvenil e mediação de conflitos

Atividades acontecem em parceria com a ONU Habitat, Tribunal de Justiça e Cesmac

Texto de Ana Paula Lins
Fotos de Thiago Ataíde

O secretário de Estado da Educação, Marcius Beltrão, esteve, nessa quinta-feira (16), no Centro de Artes e Mediações Culturais (Camec), no Cepa, para conhecer dois projetos de fomento ao protagonismo juvenil e mediações de conflitos realizados com estudantes da rede estadual.

O programa “Digaaê – Juventudes, Comunicação e Cidade” é executado pelo Governo de Alagoas, em parceria com a ONG ONU-Habitat, o Instituto Pólis e a Viração, com o objetivo de formar adolescentes e jovens no que concerne ao direito à cidadania e à comunicação, capacitando-os, de forma gratuita, na elaboração de projetos de comunicação comunitária em prol do desenvolvimento local. Atualmente, o programa está em seu segundo ciclo, atendendo vários jovens das grotas da parte alta de Maceió.

Já o Centro de Conciliação e Mediação Escolar e Comunitário (CCMEC) é uma ação do TJ-AL que conta com o apoio da Seduc e do Centro Universitário Cesmac. Coordenada pela juíza Ana Florinda Dantas, a iniciativa trabalha a mediação de conflitos e promoção da cultura da paz no ambiente escolar, abordando temas como bullying, violência doméstica e relação aluno-professor.

O projeto, inclusive, envolve toda a comunidade escolar, o que inclui formações com os professores e rodas de conversa. De acordo com o tribunal, em 2022, 897 estudantes de nove escolas estaduais foram impactados pelo programa.

“São duas ações importantíssimas. As atividades desenvolvidas pelo Digaaê ajudam muito a Educação, pois fomentam o protagonismo do jovem e ajudam a formar lideranças e a fazer o bem ao próximo. Já o Centro de Mediação de Conflitos é uma iniciativa fundamental em uma sociedade cada vez mais intolerante, já que as pessoas passaram a se agredir nas redes sociais. Portanto, são iniciativas que promovem uma sociedade melhor e que continuarão a ter nosso total apoio”, afirmou o secretário.

Alex Rosa, coordenador de Programas da ONU Habitat, também destacou a importância da participação da Seduc. “Essa parceria é essencial, pois a Seduc tem acesso ao público jovem e também disponibiliza espaços como este, aqui no Cepa, o que facilita a identificação e o engajamento da juventude”, falou.

Também participaram da visita o titular da 13ª Gerência Regional de Educação (Gere), Cássio Costa, e a diretora do Camec, Juliana Amorim.

Fonte:

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress