Institucional

João Pedro, presente! Iago, presente! João Vitor, presente!

Estamos na quinta-feira e, somente nesta semana, 3 adolescentes foram assassinados em operações policiais realizadas – durante a quarentena – no Rio de Janeiro. Todos pretos.
_
João Pedro, presente! 14 anos. Morador de São Gonçalo. Brincava na casa do primo quando a polícia pulou o muro. Ele foi atingido na barriga e levado de helicóptero pela polícia – pra onde? Ninguém sabe. Seu corpo ficou desaparecido por 17 horas e foi encontrado no IML.
_
Iago, presente! Morador de Acari. Assassinado pelo BOPE depois de ser torturado com faca e saco plástico na cabeça. Sua família só encontrou o corpo no IML um dia depois.
_
João Vitor, presente! Entregava cestas básicas na Cidade de Deus para algumas famílias que estão sem ter como se alimentar durante a pandemia. Foi baleado e por policiais dentro do caveirão. Não resistiu aos ferimentos.
_
São dias de chorar com os que choram e de denunciar o projeto racista e genocida de um Estado que puxa o gatilho para tentar encerrar histórias e sonhos da juventude preta e periférica.
_
Não deixaremos isso acontecer! Enquanto estivermos respirando, nos comprometemos a lembrar dessas histórias, desses nomes e desses sonhos. Continuaremos construindo, ouvindo e potencializando a voz dessas juventudes.
_
João Pedro, presente! ✊🏾
Iago, presente! ✊🏾
João Vitor, presente! ✊🏾

Viração contrata: Coordenador/a de área – Administrativo-Financeiro

A Viração é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua nas áreas de educomunicação, juventudes e mobilização social. Tem como missão inspirar e conectar adolescentes e jovens para a construção de uma sociedade justa, participativa e plural. Atua com a educomunicação buscando mobilizar adolescentes e jovens para a promoção e defesa de seus direitos. 

Perfil do/a profissional

Requisitos

– Graduado/a na área de Ciências Humanas (preferencialmente Administração, Economia, Contabilidade ou Gestão Pública);

– Experiência de, no mínimo, 5 anos em organizações sociais;

– Experiência de, no mínimo, 5 anos em gestão administrativo-financeira;

– Conhecimento sobre métodos de gestão de projetos e ferramentas de gerenciamento financeiro;

– Conhecimentos sobre o Marco Regulatório e outras normas aplicáveis às organizações sociais;

– Domínio de softwares de edição de texto, planilhas financeiras, sistemas de controle financeiro e apresentação multimídia (proprietários ou livres);

– Boa comunicação oral e escrita, fluência escrita e verbal em Língua Portuguesa;

– Alta capacidade de organização, realização de diversas tarefas simultaneamente e compromisso com metas e prazos;

– Capacidade de supervisionar e orientar múltiplas frentes de trabalho, atuando em equipe de forma proativa, colaborativa e inovadora;

– Compromisso e conhecimento da Declaração dos Direitos Humanos, Convenção dos Direitos da Criança, Estatuto da Criança e do Adolescente e Estatuto da Juventude;

– Domínio do Pacote Office.

Desejável

– Certificação em curso/s de Gestão Financeira, Gestão de Projetos e/ou Gestão de Pessoal;

– Experiência com sistemas de gestão de convênios públicos – como Siconv e similares;

– Fluência em Inglês, Espanhol e/ou Italiano.

Atividades

– Supervisionar diretamente profissionais da área administrativo-financeira, relacionamento com contabilidade, auditoria e órgãos públicos reguladores do setor;

– Revisar e aprovar atividades de prestação de contas financeiras, inclusive junto a sistemas públicos, quando aplicável;

– Supervisionar diretamente profissionais da organização que atuam com a captação de recursos – alinhando planos, fomentando prospecção de oportunidades, organizando agenda, elaboração de projetos, apresentações e prestação de contas;

– Supervisionar a execução financeira de projetos junto às pessoas envolvidas da equipe;

– Auxiliar a coordenação geral na gestão geral da equipe, participando da construção e acompanhamento dos planos de trabalho de todos/as colaboradores da organização;

– Apoiar a articulação das diferentes áreas internas da organização;

– Consolidar e aprofundar fluxos e procedimentos institucionais, inclusive mecanismos de compliance – com foco na implementação de uma cultura de corresponsabilização e inovação na gestão do terceiro setor;

– Supervisionar e/ou realizar, entre outros:

  • serviços bancários
  • gerenciamento do banco de informações do gerenciador financeiro – Conta Azul
  • cotações e compras em geral
  • serviços de correios
  • prestação de contas e relatórios financeiros de projetos
  • apoio administrativo à área de Projetos e Programas
  • emissão de notas e recibos
  • organização de arquivos físicos e digitais
  • serviços administrativos em geral

 

Informações adicionais

Regime de contratação: Prestação de serviços (Pessoa Jurídica)
Remuneração: a combinar
Local de trabalho: Sede da Viração, em São Paulo

Processo Seletivo

Envio de currículo e carta de apresentação com pretensão salarial até o dia 10 de maio para o e-mail: selecao@viracao.org. Assunto: Processo Seletivo: Coordenador/a Administrativo-Financeiro.

Geração que Move (SP): veja o resultado da seleção de adolescentes e jovens do Grajaú e Jardim Ângela

geração-que-move

O Geração que Move, é uma iniciativa do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) em parceria com Fundação Abertis e Arteris implementada pela organização a Viração Educomunicação. O projeto tem como foco principal discutir os desafios, impactos e discriminações que adolescentes e jovens das periferias enfrentam em relação ao acesso aos direitos previstos no Estatuto da Juventude, com foco nas questões vinculadas ao direito à cidade.

Para compor a nova turma de mobilizadores, a equipe da Viração Educomunicação selecionou – com base em critérios de gênero, cor e classe; priorizando aqueles que estejam cumprindo ou já cumpriram medidas socioeducativas, que estejam em situação de acolhimento institucional, sejam pessoas com deficiência ou que identifiquem-se como trans/travesti – 10 adolescentes e jovens entre 12 e 18 anos, residentes do Grajaú e Jardim Ângela (Zona Sul de São Paulo).

Confira os nomes selecionados abaixo:

Denilson Jose da Costa Junior
Estevão Luiz de Sousa
Giovanna Lopes Feliciano Ramos
Júlia Cavalcante Augusto
Kauanny Bueno de Souza
Larissa Araújo Silva
Luziana Flora da Silva
Michael Andre Sena Bonfim
Tamiris Pereira Marques
Thamires de S. Jabbur Ribeiro


INFORMAÇÕES IMPORTANTES

– Devido à pandemia de Coronavírus e respeitando as orientações dos especialistas da OMS, a turma está realizando encontros formativos via Google Meets – aplicativo de videoconferência – até segunda ordem.

– Durante os 3 primeiros meses de projeto, os adolescentes e jovens receberão uma bolsa-auxílio. Além disso, também receberão um Kit para produzir vídeos e fotos (tripé compatível ao celular + cartão de memória e plano de dados móveis).

Viração seleciona adolescentes e jovens moradores do Grajaú e Jardim Ângela (SP)

geração-que-move

A Viração Educomunicação é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua nas áreas de educomunicação, juventudes e mobilização social. Tem como missão inspirar e conectar adolescentes e jovens para a construção de uma sociedade justa, participativa e plural. Atua com a educomunicação buscando mobilizar adolescentes e jovens para a promoção e defesa de seus direitos. 

Para a realização do projeto Geração que Move, uma iniciativa do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) em parceria com Fundação Abertis e Arteris implementada pela organização a Viração Educomunicação. Está aberta seleção para  adolescentes e jovens de 12 a 18 anos mobilizadores para participar de jornada de formação sobre direitos à cidade, mobilidade segura e igualitária – além de atuar com seus pares, potencializando os canais de comunicação e promovendo conteúdos pertinentes em meio ao atual contexto destes territórios.

Vagas:
– Cinco (5) adolescentes e jovens residentes na região do Grajaú
– Cinco (5) adolescentes e jovens residentes na região do Jardim Ângela 

Objetivos 

O Geração que Move tem como foco principal discutir os desafios, impactos e discriminações que adolescentes e jovens das periferias enfrentam em relação ao acesso aos direitos previstos no Estatuto da Juventude, com foco nas questões vinculadas ao direito à cidade.

As pessoas selecionadas irão promover espaços de diálogo e de reflexão, atualizando e provocando outros adolescentes e jovens a entender melhor o que se passa na atualidade – considerando o contexto de isolamento social decorrente da pandemia de COVID-19 – com informações sobre prevenção, além de contribuir para que conteúdos sobre como as periferias de São Paulo estão enfrentando o vírus alcancem outros territórios.

 

Atividades e tarefas

 

  • PRIMEIRA FASE DO PROJETO: ONLINE

 

Devido à pandemia de coronavírus, a primeira etapa do projeto acontecerá até o final do período de indicação de isolamento social e quarentena. 

✓  Participar, online, de um percurso de formação em produção de mídia digital durante os três primeiros meses do projeto;

✓ Desenvolver conteúdos para impactar outros adolescentes e jovens, principalmente dos territórios de atuação do projeto, sobre as temáticas relacionadas ao Geração que Move. Essa tarefa acontecerá por meio de orientação e mentoria da equipe pedagógica e de comunicação da Viração, que vai co-criar estratégias de uso de diferentes linguagens de comunicação nas mídias digitais; 

✓  Levantar dados e desenvolver conteúdos sobre o que tem acontecido nos bairros do Grajaú e Jardim Ângela, bem como coletar informações referentes ao enfrentamento desta situação pelos adolescentes e os jovens das regiões; 

✓  Os profissionais orientarão os adolescentes e jovens no desenvolvimento de conteúdos de comunicação e de projetos de intervenção local. 

 

 

  • SEGUNDA FASE DO PROJETO: PRESENCIAL

 

Esta etapa iniciará somente após o final do período de indicação de isolamento social e quarentena e se estenderá até Dezembro (2020). 

✓   Participar, presencialmente, de oficinas temáticas sobre Direitos Humanos, adolescência e juventude, mobilidade segura e igualitária, desigualdades de gênero, raça e classe, empreendedorismo social, Design Thinking e temas correlatos;

✓ Dar continuidade à criação de conteúdos para mídias sociais e o site da Agência Jovem de Notícias;

 ✓ Participar de jornadas de campo por toda a cidade, a fim de conhecer os equipamentos públicos de saúde, educação, proteção e cultura e lazer disponíveis no seu território e na cidade;

✓ Trabalhar de forma colaborativa com os adolescentes e jovens participantes do projeto; 

✓ Participar de reuniões com a equipe; 

✓ Levantar possibilidades de parcerias com outras organizações, coletivos e espaços no território.


Perfil 

▪ Adolescentes e jovens de 12 a 18 anos;

 ▪ Residentes dos bairros do Grajaú e Jardim Ângela (SP);

▪ Ter celular para gravar vídeos, participar de reuniões e acompanhar os conteúdos das formações; 

▪ Ter possibilidade de acesso à Internet; 

▪ Ser comunicativo, criativo e responsável; 

▪ Gostar de criar conteúdos para mídias sociais.


Informações gerais

Local de Atuação: Grajaú ou Jardim Ângela, Zona Sul de São Paulo.

Duração do Projeto: De 27 de Abril a Dezembro de 2020 – sendo os três primeiros meses com bolsa-auxílio e os demais com a participação dos jovens selecionados em jornadas de formação promovidas pela Viração e parceiros. 

Carga horária semanal: 10 horas (segunda a sexta).

Benefícios:
– Bolsa-auxílio durante os 3 primeiros meses de projeto.
– Kit para produzir vídeos e fotos (tripé compatível ao celular + cartão de memória e plano de dados móveis)


Sobre o processo seletivo

▪ A seleção será realizada seguindo critérios de classe, gênero e cor. Terão prioridade no processo adolescentes e jovens que estejam cumprindo ou já cumpriram medidas socioeducativas, que estejam em situação de acolhimento institucional, sejam pessoas com deficiência ou que identifiquem-se como trans/travesti.

▪ Para o preenchimento das vagas será garantida a representatividade e diversidade de gênero e faixa etária dos adolescentes e jovens.

Etapas:

▪ Inscrições abertas até o dia 20 de abril
▪ Bate-papo online com os adolescentes e jovens pré-selecionados: 22 e 23 de abril
▪ Resultado dos selecionados: 24 de abril no site da Viração e contato via WhatsApp.
▪ Início das oficinas: 27 de abril

Como se candidatar?

Para se inscrever basta clicar aqui e preencher o formulário.
Caso tenha dúvidas, entre em contato por e-mail:

📧 aline@viracao.org
📧 scheila@viracao.org

U-Report lança campanha sobre a COVID-19

Ações de escuta e intervenção têm sido desenvolvidas para impactar adolescentes e jovens por todo o mundo.

O U-Report, iniciativa global do UNICEF implementada pela Viração no Brasil, está desenvolvendo ações a fim de levantar dados sobre a situação de adolescentes e jovens diante da pandemia, além de disseminar informações que possuem base científica de forma leve.

A crise do coronavírus transformou a vida cotidiana. As preocupações relacionadas à situação da saúde pública diante da pandemia, entre outras, hoje ocupam posição central na rotina de pessoas por todo o mundo. Por esse motivo, para além da emergência sanitária, faz parte dessa crise uma emergência de informação.

As pessoas querem saber o que é a nova doença, como se prevenir, o que está acontecendo pelo mundo e ao seu redor; entre outras informações para entender o contexto atual. Nessa emergência de informação, a grande veiculação de notícias falsas têm sido alarmante – posto que, em muitos casos, disseminam informações que podem ser prejudiciais à saúde.

Para entender a realidade e demandas de adolescentes e jovens brasileiros, além de informar com responsabilidade e base científica, o U-Report Brasil deu início a uma campanha sobre a COVID-19. 

Através de uma publicação na página do U-Report no Facebook, a Viração e o UNICEF mapearam as principais dúvidas que adolescentes e jovens têm sobre a nova doença e estão utilizando-as como referência para a elaboração de conteúdos. Começando por um centro de informações sobre o coronavírus, que já está disponível por chat no Facebook e no WhatsApp.

 

Barquinhas Literárias para atravessar o mau tempo

“Barquinhas Literárias para atravessar o mau tempo” é uma iniciativa da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias que propõe uma viagem literária em rede através de textos, vídeos e áudios para auxiliar a travessia deste período tão delicado que vivenciamos.

Da página da Rede no Facebook, uma mensagem sobre o projeto:

“O tempo presente nos pede calma, vigilância, informações seguras, muita solidariedade e consciência coletiva. Nós que atuamos em bibliotecas comunitárias espalhadas pelas periferias do Brasil, sabedores que somos de nosso papel na luta pelo direito humano à leitura, agora nos vemos diante de um novo desafio para o nosso povo: defender a vida em um cenário de doença.
Para atravessar esse mau tempo, propomos uma viagem em rede de solidariedade, onde a literatura é companhia e bálsamo para enfrentar a solidão e a desesperança.”

Paulo Lima, sonhalista/jornalista, criador da Revista Viração EduComunicação, manda um recado da Itália para “Barquinhas literárias para atravessar o mau tempo”. Assista:

Um novo parasita entre nós

Um novo parasita entre nós, por Paulo Lima

Ele chegou
Invandindo a nossa praia
Conquistando nossos corpos… nossos ares
Viajando em primeira classe
Navegando em cruzeiros
Passando de mão em mão
Se espalhando entre abraços burocráticos
E noticiários enigmáticos

Ele chegou
Deu a volta ao mundo em poucos dias
Sem passaporte ou visto diplomático
Passando da China à Alemanha
Da Itália ao Brasil e às Américas

Ele chegou
Ignorando as diferenças de classe e gênero
Raça e etnia
Pouco ligando pro dinheiro que temos no bolso
Ou pros investimentos em bolsa

Ele chegou
Pegando militares e militantes
reis e rainhas
políticos e patricinhos
nobres e plebeus
ricos e empobrecidos
médicos e pacientes

Ele chegou
E não fala língua alguma
Mas se comunica com uma linguagem universal
A mesma de quem promove um sistema econômico falido
Chamado capitalismo
Que de saúde se interessa sobretudo daquela financeira

Ele chegou
Parassita como banqueiros e certos governantes
Grileiros e milicianos
Estrelando roteiro parecido ao do filme ganhandor do mais recente Oscar

Ele chegou
Invisível como o dióxido de carbono
O principal gás responsável pelo aquecimento global
Escancarando a estreita relação e conexão
entre crise climática
e emergência sanitária

Ele chegou
Leva o nome de coroa
Tem charme de realeza
Mas na verdade
Causa uma triste realidade.

Acompanhe as Barquinhas Literárias para atravessar o mau tempo pelos canais sociais da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias no Facebook e no Instagram.

#BarquinhasLiterarias #RNBC5Anos #FiqueEmcasa

Resistindo à infopandemia

Conselho educomunicativo para enfrentar o avanço do coronavírus 

Vinte e um de março, início da primavera aqui na Itália e do outono no Brasil. Há exato um mês estamos em emergência sanitária. Por aqui, continua tudo fechado, ainda por pelo menos mais outro mês: escolas e universidades; lojas, bares e restaurantes; estações de trem e ônibus e aeroportos. Há um rigor no isolamento e no distanciamento social. 

Cada um no seu quadrado. Mas às 6 da tarde, muita gente sai na janela para cantar, recitar poesias, mandar abraços e apoio a quem está na trincheira dos hospitais. Tem até um padre napolitano que inventou de fazer missa em cima de uma laje e o fiéis seguindo de seus balcões e de suas janelas. 

Um homem toca guitarra em sua varanda enquanto seu vizinho observa o mundo através da janela. Foto: Massimo Pina/Reuters.

O primeiro aprendizado que eu gostaria de compartilhar com vocês, e talvez soe como um conselho, tem a ver com o consumo de notícias que fazemos em nosso cotidiano.

Eu sugiro não entrar na paranoia de ler notícias a toda hora nos grupos de WhatsApp, nas redes sociais e plataformas online. Qual o número de infectados hoje? Quais Estados ou Países estão sendo mais atingidos? Que teste de tal celebridade ou político deu positivo? Isso alimenta outra grave doença: a infopandemia.

Claro, não podemos negar que o “mal” tem seu fascínio. Uma sádica onda de notícias catastróficas nos excita, como quando vemos os gladiadores lutando na arena nos tempos dos antigos romanos ou como nos violentos combates dos filmes de ação. Tudo isso gera adrenalina, causa certa satisfação.

Em tempos de coronavírus é preciso combater  esse “contágio psíquico”, ou seja, essa difusão rápida e emocional de notícias verdadeiras, mas que tendem a aumentar nosso estado de angústia e ansiedade, medo e pânico. Alimentar o medo, olhando o noticiário de hora em hora, faz mal à bioquímica e à biofísica do corpo e da alma.

Meu antídoto, por exemplo, para evitar esse contágio psíquico, essa epidemia de notícias, é me atualizar com informações em apenas dois momentos do dia: de manhã e à noite.

__

Paulo Lima, jornalista e fundador da Viração – de Trento, Itália.

Pra Brilhar: confira o resultado da seleção para nova turma!

O ‘Pra Brilhar’ é um projeto executado pela Viração Educomunicação desde 2018, em parceria com o Programa Municipal de DST/Aids da Prefeitura de São Paulo. No primeiro semestre de 2020, estaremos presentes na região do Grajaú; localizada na Zona Sul de São Paulo. Serão realizados 11 encontros de formação nas temáticas de Gênero, Sexualidade, Direitos Humanos, Prevenção Combinada ao HIV/Aids e outras ISTs – além de oficinas de produção de conteúdos em diversos formatos.

Para compor a nova turma, a equipe da Viração Educomunicação selecionou – com base em critérios de classe e cor – 40 jovens LGBTI+ entre 16 e 29 anos; priorizando meninos gays, meninas trans e travestis residentes no território.

Confira os nomes selecionados abaixo:

Anderson Muriell da Silva
Ariela Rocio Leiva
Bruna Santos
Caio Henrique Freitas Oliveira
Cauê de Mello Campos
Cleyton Augusto da Silva
Daniela Nascimento Leite Silva
Fernando Santos da Silva
Gabriel Nascimento
Giovana Viana da Costa
Guilherme Moraes Oliveira
Haru Sales
Jhonatan Silva de Morais
Joseph Rodrigues Siqueira
Júlio César Pereira de Castro Junior
Jullyana Pinheiro Souza
Kailane da Silva Bandeira
Kaue Nascimento
Lais Santos Ferreira
Lara Vitória Honorio Gomes
Laryelson dos Santos
Leandro Feliciano Araújo
Luara Angelica Garcia de Oliveira
Luiz Gustavo Pontes Batista
Marcelo Nunes Dantas
Marcos Venancio de Sousa
Marcus Vinicius Rosa Quintana
Mayana Marques Vieira
Michael Roberto Alves Neves
Natalia Ayelen Rodriguez
Patricia Boeges da Silva
Paulo Henrique Souza do Nascimento
Richard A. Azevedo Santos
Rodrigo da Silva Gama
Rogério Cleiton de Andrade
Sara Cristina Gomes dos Santos
Théo Ferreira Brito
Theuse da Conceição Macedo
Vitor Manoel Ferreira
William dos Santos Santana

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

– A presença no primeiro encontro é uma confirmação de participação do projeto – podendo “perder a vaga” caso tenha abstenção sem justificativa, sendo convocada outra pessoa que atende aos critérios e está na suplência.

– O projeto acontece toda as segundas-feiras – entre 09 de março e 15 de junho de 2020 – das 14h às 17h, no CEU Navegantes.

– Todos os/as jovens participantes receberão vale transporte e um lanche nos dias de encontro.

Viração contrata: Educomunicador/a

 

A Viração é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua nas áreas de educomunicação, juventudes e mobilização social. Tem como missão inspirar e conectar adolescentes e jovens para a construção de uma sociedade justa, participativa e plural. Atua com a educomunicação buscando mobilizar adolescentes e jovens para a promoção e defesa de seus direitos. 

Para a realização do projeto Geração que Move, uma iniciativa do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) implementada pela organização, a Viração busca profissionais para atuarem como Educomunicadores/as

Vagas: Duas (2)

Objetivos 

O Geração que Move tem como foco principal discutir os desafios, impactos e discriminações que adolescentes e jovens das periferias enfrentam em relação ao acesso aos direitos previstos no Estatuto da Juventude, com foco nas questões vinculadas ao direito à cidade. 

Os/As profissionais serão responsáveis por planejar e implementar o plano pedagógico do projeto – que consiste na mobilização de adolescentes entre 12 e 18 anos, residentes nos distritos Grajaú e Jardim Ângela (Zona Sul de São Paulo); bem como na facilitação de jornada formativa. Por meio da Educomunicação, do Design Thinking e de jornadas de campo por toda a cidade, os/as profissionais orientarão os/as adolescentes no desenvolvimento de conteúdos de comunicação e de projetos de intervenção local. 

Atividades e tarefas

✓ Desenhar e implementar, de forma colaborativa, o plano de trabalho para as formações;

✓ Facilitar oficinas temáticas sobre Direitos Humanos, adolescência e juventude, mobilidade segura e igualitária, desigualdades de gênero, raça e classe, empreendedorismo social, Design Thinking, entre outras temáticas relacionadas ao projeto;

✓ Interseccionar as oficinas temáticas a oficinas práticas sobre tecnologias, suportes e linguagens artísticas/educomunicativas, sob a metodologia de trabalho da Viração (formação, mobilização e produção);

✓ Acompanhar e orientar as turmas durante as jornadas de campo;

✓ Pensar, estrategicamente, a relação e possibilidades de integração do Geração que Move  aos demais projetos da Viração;

✓  Prospectar e firmar parcerias estratégicas com outras organizações, coletivos e espaços no território;

✓  Apoiar o desenvolvimento dos projetos criados pelos adolescentes durante o programa;

✓ Responder a questionamentos da equipe de Inovação do UNICEF;

✓ Reportar à coordenação da Viração os processos de implementação do plano de trabalho do projeto; 

✓ Elaborar relatórios de acompanhamento do projeto, quando solicitado pela coordenação; 

✓ Apoiar a equipe de comunicação em ações voltadas ao projeto; 

✓ Apoiar a equipe administrativa na execução financeira do projeto.

Perfil 

▪ Graduação em Educomunicação, Ciências Sociais, Pedagogia, Geografia, História, Artes Visuais, Comunicação Social ou áreas correlatas; 

▪ Experiência com mobilização de adolescentes, educação não-formal e/ou comunicação popular/alternativa; 

▪ Familiaridade com Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), linguagens artísticas e/ou de comunicação (mídias sonoras, visuais, audiovisuais, gráficas e/ou outras);

▪ Habilidade de comunicação, negociação, trabalho colaborativo e advocacy; 

▪ Habilidades interpessoais, incluindo de negociação e interação; 

▪ Criatividade e inovação; 

▪ Conhecimento sobre Design Thinking e empreendedorismo social serão diferenciais;

▪ Conhecimento e compromisso com a Declaração dos Direitos Humanos, Convenção dos Direitos da Criança, Estatuto da Criança e do Adolescente e Estatuto da Juventude.

Informações gerais

Local de trabalho: Grajaú ou Jardim Ângela, com idas à Sede da Viração em momentos específicos e jornadas de campo para diferentes locais da cidade.

Carga horária: 25 horas semanais (Seg a sex) – Contratação PJ; 

Salário compatível com o setor, cargo e experiência; 

Ajuda de custo para transporte;

Informações do processo seletivo

✓ Recebimento de currículos até 01/03 

✓ Análise de currículos: 02/03 

✓ Entrevista Individual: data a definir 

✓ Resultado: 13/03

✓ Início: 16/03

Como se candidatar?

Enviar currículo e carta de interesse até dia 01 de março de 2020 para o e-mail: selecao@viracao.org, mencionando no assunto da mensagem “Educomunicador – Projeto Geração que Move Grajaú” (Se residir ou se candidatar para esse território) ou “Educomunicador – Projeto Geração que Move Jd. Angela” (Se residir ou se candidatar para esse território). 

Currículos sem carta de interesse não serão analisados.

Viração contrata: Educomunicador/a

A Viração é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua nas áreas de educomunicação, juventudes e mobilização social. Tem como missão inspirar e conectar adolescentes e jovens para a construção de uma sociedade justa, participativa e plural. Atua com a educomunicação buscando mobilizar adolescentes e jovens para a promoção e defesa de seus direitos. 

Para a realização do projeto Geração que Move, uma iniciativa do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) implementada pela organização, a Viração busca profissionais para atuarem como Educomunicadores/as

Vagas: Duas (2)

Objetivos 

O Geração que Move tem como foco principal discutir os desafios, impactos e discriminações que adolescentes e jovens das periferias enfrentam em relação ao acesso aos direitos previstos no Estatuto da Juventude, com foco nas questões vinculadas ao direito à cidade. 

Os/As profissionais serão responsáveis por planejar e implementar o plano pedagógico do projeto – que consiste na mobilização de adolescentes entre 12 e 18 anos, residentes nos distritos Grajaú e Jardim Ângela (Zona Sul de São Paulo); bem como na facilitação de jornada formativa. Por meio da Educomunicação, do Design Thinking e de jornadas de campo por toda a cidade, os/as profissionais orientarão os/as adolescentes no desenvolvimento de conteúdos de comunicação e de projetos de intervenção local. 

Atividades e tarefas

✓ Desenhar e implementar, de forma colaborativa, o plano de trabalho para as formações;

✓ Facilitar oficinas temáticas sobre Direitos Humanos, adolescência e juventude, mobilidade segura e igualitária, desigualdades de gênero, raça e classe, empreendedorismo social, Design Thinking, entre outras temáticas relacionadas ao projeto;

✓ Interseccionar as oficinas temáticas a oficinas práticas sobre tecnologias, suportes e linguagens artísticas/educomunicativas, sob a metodologia de trabalho da Viração (formação, mobilização e produção);

✓ Acompanhar e orientar as turmas durante as jornadas de campo;

✓ Pensar, estrategicamente, a relação e possibilidades de integração do Geração que Move  aos demais projetos da Viração;

✓  Prospectar e firmar parcerias estratégicas com outras organizações, coletivos e espaços no território;

✓  Apoiar o desenvolvimento dos projetos criados pelos adolescentes durante o programa;

✓ Responder a questionamentos da equipe de Inovação do UNICEF;

✓ Reportar à coordenação da Viração os processos de implementação do plano de trabalho do projeto; 

✓ Elaborar relatórios de acompanhamento do projeto, quando solicitado pela coordenação; 

✓ Apoiar a equipe de comunicação em ações voltadas ao projeto; 

✓ Apoiar a equipe administrativa na execução financeira do projeto.

Perfil 

▪ Graduação em Educomunicação, Ciências Sociais, Pedagogia, Geografia, História, Artes Visuais, Comunicação Social ou áreas correlatas; 

▪ Experiência com mobilização de adolescentes, educação não-formal e/ou comunicação popular/alternativa; 

▪ Familiaridade com Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), linguagens artísticas e/ou de comunicação (mídias sonoras, visuais, audiovisuais, gráficas e/ou outras);

▪ Habilidade de comunicação, negociação, trabalho colaborativo e advocacy; 

▪ Habilidades interpessoais, incluindo de negociação e interação; 

▪ Criatividade e inovação; 

▪ Conhecimento sobre Design Thinking e empreendedorismo social serão diferenciais;

▪ Conhecimento e compromisso com a Declaração dos Direitos Humanos, Convenção dos Direitos da Criança, Estatuto da Criança e do Adolescente e Estatuto da Juventude.

Informações gerais

Local de trabalho: Grajaú ou Jardim Ângela, com idas à Sede da Viração em momentos específicos e jornadas de campo para diferentes locais da cidade.

Carga horária: 25 horas semanais (Seg a sex) – Contratação PJ; 

Salário compatível com o setor, cargo e experiência; 

Ajuda de custo para transporte;

Informações do processo seletivo

✓ Recebimento de currículos até 01/03 

✓ Análise de currículos: 02/03 

✓ Entrevista Individual: data a definir 

✓ Resultado: 13/03

✓ Início: 16/03

Como se candidatar?

Enviar currículo e carta de interesse até dia 01 de março de 2020 para o e-mail: selecao@viracao.org, mencionando no assunto da mensagem “Educomunicador – Projeto Geração que Move Grajaú” (Se residir ou se candidatar para esse território) ou “Educomunicador – Projeto Geração que Move Jd. Angela” (Se residir ou se candidatar para esse território). 

Currículos sem carta de interesse não serão analisados.