Viração e Instituto Pólis contratam Educador/a Social

São duas vagas destinadas a pessoas residentes e/ou atuantes nas grotas de Maceió/AL, para implementação de projeto no Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário; para se candidatar é preciso preencher formulário e anexar currículo. As inscrições foram prorrogadas e estão abertas até 19 de junho.

O Instituto Pólis e a Viração Educomunicação, em parceira técnica para a implementação do Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário, realizado no âmbito do projeto Visão Alagoas 2030, um projeto do Governo de Alagoas, em parceria com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), abrem processo seletivo para contratação de 02 educadores sociais. 

As inscrições serão realizadas através de formulário virtual, com apresentação de currículo, comprovante de experiência profissional até o dia 19 de junho. A fase de seleção contará com análise dos currículos e entrevista.

DETALHAMENTO DAS VAGAS

Podem participar do processo de seleção educadoras e educadores residentes no município de Maceió e/ou atuantes nas grotas, com experiência comprovada de pelo menos 3 anos na facilitação de processos formativos com adolescentes e jovens, educomunicação, mídias e/ou  engajamento comunitário e que estejam com o esquema vacinal para COVID-19 completo, de acordo com os critérios adotados em Maceió.

Serão priorizadas as candidaturas de pessoas negras, indígenas, migrantes, romanis (ciganos), mulheres, mães-solo e LGBTQIAP+, com especial atenção para a população trans. 

Candidaturas que não atendam os pré-requisitos dispostos no Termo de Referência serão desconsideradas. 

Acesse aqui o formulário para se inscrever.

 

[ATENÇÃO: Não é necessário ter MEI para se candidatar à vaga, uma vez que a abertura poderá ser feita posteriormente à contratação]

ATRIBUIÇÕES

As/Os educadores sociais atuarão de forma presencial e online, conforme cronograma de trabalho a ser construído após a contratação, junto à coordenação do projeto, realizando as seguintes atividades:

  • Planejamento e produção de atividades educativas com adolescentes e jovens participantes do projeto; 
  • Mobilização de adolescentes e jovens;
  • Facilitação de processos de formação e experimentação midiática que contribuam para que adolescentes e jovens observem as potências e fragilidades dos territórios onde vivem – na perspectiva do direito à cidade –, criem e disseminem produtos de comunicação multimídia e realizem projetos e intervenções no campo da comunicação que visem a transformação comunitária;
  • Apoio técnico, político e pedagógico para que adolescentes e jovens concebam e implementem intervenções comunitárias no campo da comunicação;
  • Participação em processo de curadoria e edição dos materiais de comunicação criados por adolescentes e jovens ao longo dos processos de formação sobre as histórias, narrativas, personagens, lutas, demandas e conquistas dos territórios onde vivem para compor uma Coletânea de Memórias, que será publicada em formato de livro ao final do projeto.
  • Fomento, apoio e orientação para criação de uma Agência de Comunicação Comunitária na qual adolescentes e jovens das grotas de Maceió possam se articular de forma permanente para a criação e disseminação de conteúdos e produtos midiáticos com relevância sociocultural;
  • Participação em reuniões e outras atividades necessárias ao bom andamento do projeto; 
  • Apoio na mobilização e articulação de atores que sejam relevantes para o fortalecimento das ações do projeto;
  • Criação de relatórios de percurso e relatório final.

 

DA SELEÇÃO

O processo de seleção será conduzido por uma equipe técnica formada por integrantes da coordenação e gestão do projeto, em duas etapas:

Etapa 1: Análise de currículo e comprovação de experiência;

Etapa 2: Entrevistas individuais realizadas de forma virtual

Serão critérios para a seleção: 

  • Alinhamento do perfil e das experiências profissionais ao objetivos do Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário;  
  • Experiência no trabalho formativo com adolescentes e jovens; 
  • Experiência em comunicação, mídias e engajamento comunitário;
  • Atuação nos territórios vulnerabilizados da cidade de Maceió;
  • Alinhamento e comprometimento com as prerrogativas dos Direitos Humanos;
  • Disponibilidade para realizar todas as ações e atividades descritas no subitem 4.3

 

DA CONTRATAÇÃO E REMUNERAÇÃO 

A contratação será realizada como prestação de serviços de pessoa jurídica (MEI) e formalizada por meio de contrato de prestação de serviços pelo prazo de até 08 meses (de junho de 2022 a janeiro de 2023). Não é necessário ter MEI para se candidatar à vaga, uma vez que a abertura poderá ser feita posteriormente à contratação.

A carga horária será de 36 horas semanais, em dias e horários a combinar posteriormente. O valor para esta prestação de serviços é de R $3.500,00 (três mil e quinhentos reais) por mês.

Para se inscrever, as pessoas interessadas deverão preencher o formulário online, anexando currículo profissional e comprovantes de experiência (portfólio, contratos e declarações de trabalho CLT ou PJ, entre outros documentos) organizados em um único arquivo no formato pdf. 

Acesse aqui o formulário para se inscrever.

 

DÚVIDAS E MAIS INFORMAÇÃO

Dúvidas ou pedidos de informações adicionais poderão ser enviadas para o e-mail selecao@viracao.org.

Consulte aqui o Termo de Referência completo.

 

O Pólis – Instituto de Estudos, Formação e Assessoria em Políticas Sociais é uma Organização-Não-Governamental (ONG) de atuação nacional, com participação em redes internacionais e locais, constituída como associação civil sem fins lucrativos, apartidária, pluralista e reconhecida como entidade de utilidade pública nos âmbitos estadual e federal. https://polis.org.br/ | https://www.instagram.com/institutopolis/

A Viração Educomunicação é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, criada em março de 2003, que atua com comunicação, educação e mobilização social para a promoção dos direitos humanos de adolescentes e jovens. Sua missão é conectar, inspirar e engajar meninas, menines e meninos na construção de uma sociedade justa, participativa e diversa a partir de processos, projetos e produtos educomunicativos. 

www.viracao.org | @viracaoeducom | fb.com/viracao.educomunicacao | issuu.com/viracao 

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) estabeleceu-se em 1978, como resultado da Conferência das Nações Unidas sobre Assentamentos Humanos (Habitat I). Atua em projetos relacionados a diversos temas urbanos em cidades de todo o país, com foco na melhoria da qualidade de vida em um mundo majoritariamente urbanizado; na construção de cidades e comunidades seguras, resilientes e sustentáveis e na promoção da urbanização como uma força transformadora positiva para pessoas e comunidades. https://www.instagram.com/onuhabitatbrasil

O Visão Alagoas 2030 é um projeto do Governo de Alagoas, em parceria com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), voltado ao desenvolvimento de estratégias e soluções integradas para uma prosperidade urbana sustentável e inclusiva no estado.

http://visaoalagoas2030.al.gov.br/