Participação política das juventudes é tema de série especial na Agência Jovem de Notícias

Série que trata da importância da participação política das juventudes nas eleições e fora delas vai ocupar as redes da AJN e da Viração ao longo do mês de abril, com participação de jovens comunicadores da rede Agência Jovem

A corrida eleitoral de 2022 começou muito antes do calendário do TSE. E junto com os primeiros movimentos das pré candidaturas, filiações e desfiliações partidárias, foram divulgados dados preocupantes que refletem a falta de interesse de jovens entre 16 e 18 anos por exercer seu direito ao voto. Segundo o Tribunal,  houve uma queda de 82% nas emissões de novos títulos de eleitor para jovens que têm voto facultativo.

Esse desinteresse vem acompanhado, quase sempre, de uma descrença nas possibilidades reais de atuação dos possíveis candidatos e da crescente falta de representatividade. Apesar da intensa campanha de mobilização nas redes sociais chamando a atenção da juventude para a importância de fazer o documento já apresentar resultados – o TSE divulgou que durante os dias 14 e 18 de março, cerca de 100 mil jovens tiraram o título pelo site –, muito pouco se falou sobre a importância da participação política, nas eleições e depois delas.

O que pode motivar as juventudes a participar mais ativamente das eleições?

Como fazer com que a participação política seja um assunto da juventude não apenas durante as eleições?

Para contribuir com esse debate, a Agência Jovem de Notícias Brasil, o U-Report Brasil e a Viração lançam, ao longo do mês de abril, uma série especial sobre juventudes e eleições. 

A série conta com um pouco do histórico do direito ao voto no Brasil e traz vídeos de jovens comunicadores da AJN e participantes de projetos da Viração Educomunicação falando, para outros jovens, sobre por que consideram importante participar das eleições – mesmo que de forma facultativa para quem ainda não tem 18 anos, e de regularizar a situação eleitoral para quem já é maior de idade – para continuar em luta pelos direitos à educação de qualidade, saúde, mobilidade, acesso ao lazer e à cultura, igualdade de raça e gênero, alimentação saudável, entre outros temas. A série também conta com artigos escritos por jovens comunicadores da AJN sobre o tema da participação política, com diferentes recortes.

O U-Report Brasil, iniciativa do Unicef Brasil implementada pela Viração que utiliza chatbots no WhatsApp e no Messenger para dialogar com adolescentes e jovens de todas as regiões do país lançou, no final de março, uma enquete perguntando, entre outras coisas, se pretendem votar e o que pensam que faz a juventude não demonstrar interesse pela política. Os resultados serão divulgados em breve.

Acompanhe a série completa em todos os canais da Agência Jovem e da Viração nas redes sociais!