Nota des jovens sobre a violência praticada contra Patrícia Borges

Nota elaborada por jovens participantes do projeto Pra Brilhar! sobre a violência sofrida por Patrícia Borges:

No dia 10 de novembro, Patrícia Borges sofreu um ataque extremamente agressivo e transfóbico enquanto distribuía panfletos na avenida paulista.


Patrícia Borges da Silva é produtora cultural, poetisa e ativista trans, integra a Marcha das Mulheres Negras de São Paulo, coordena o Cursinho Popular Transformação e o Bazar das Poderosas, é apresentadora e produtora do Transarau e integra a turma do Pra brilhar. 


Nós jovens LGBTQIA+ participantes do projeto, repudiamos veementemente a essa agressão através desta nota publicada no site da Viração Educom, e exigimos que os culpados sejam responsabilizados e que haja justiça! 


Num País que lidera há três anos o ranking de país que mais mata pessoas trans no mundo (e 82% delas são negras), a luta contra a transfobia e o racismo tem que ser de todes.


Todo apoio e solidariedade a Patrícia. Transfobia é crime!

“Não aceitaremos ser interrompidas, não aceitaremos ser intimidadas, não iremos nos calar diante dessa barbárie, dessa onda de violência” – Erika Hilton sobre o caso.