João Pedro, presente! Iago, presente! João Vitor, presente!

Estamos na quinta-feira e, somente nesta semana, 3 adolescentes foram assassinados em operações policiais realizadas – durante a quarentena – no Rio de Janeiro. Todos pretos.
_
João Pedro, presente! 14 anos. Morador de São Gonçalo. Brincava na casa do primo quando a polícia pulou o muro. Ele foi atingido na barriga e levado de helicóptero pela polícia – pra onde? Ninguém sabe. Seu corpo ficou desaparecido por 17 horas e foi encontrado no IML.
_
Iago, presente! Morador de Acari. Assassinado pelo BOPE depois de ser torturado com faca e saco plástico na cabeça. Sua família só encontrou o corpo no IML um dia depois.
_
João Vitor, presente! Entregava cestas básicas na Cidade de Deus para algumas famílias que estão sem ter como se alimentar durante a pandemia. Foi baleado e por policiais dentro do caveirão. Não resistiu aos ferimentos.
_
São dias de chorar com os que choram e de denunciar o projeto racista e genocida de um Estado que puxa o gatilho para tentar encerrar histórias e sonhos da juventude preta e periférica.
_
Não deixaremos isso acontecer! Enquanto estivermos respirando, nos comprometemos a lembrar dessas histórias, desses nomes e desses sonhos. Continuaremos construindo, ouvindo e potencializando a voz dessas juventudes.
_
João Pedro, presente! ✊🏾
Iago, presente! ✊🏾
João Vitor, presente! ✊🏾