Chama na Solução 2022: juventudes enfrentando os efeitos da crise climática

O projeto do UNICEF implementado pela Viração visa potencializar a atuação de jovens na criação de ações inovadoras capazes de apontar soluções sustentáveis para o Brasil

Essa edição do Chama é um convite às juventudes para debater mudanças climáticas e um presente-futuro sustentável. As inscrições foram prorrogadas até o dia 24 de junho; saiba como participar

Em diálogo com a Agenda ONU 2030, o projeto Chama na Solução abre inscrições para pessoas entre 14 e 24 anos da cidade de São Paulo, região metropolitana da capital e litoral do estado, a proporem ações criativas que fomentem o desenvolvimento sustentável, econômico, social e ambiental do país. O projeto encoraja que juventudes caiçaras, quilombolas e indígenas se inscrevam nesta edição.

As inscrições estão abertas entre os dias 18 de maio e 24 de junho, via formulário online. Para ampliar a possibilidade de inscrição, essa edição também receberá inscrições por vídeo.

Clique aqui para acessar o formulário de inscrição!

Prefere vídeo? Clique aqui e acesse o formulário para se inscrever!

O projeto consiste em percurso formativo com duração total de 6 meses, organizado em duas etapas, com dinâmicas específicas em cada uma delas.

A primeira etapa compreende a seleção de 10 propostas de ações criativas e inovadoras para o enfrentamento das mudanças climáticas e seus desdobramentos político-sociais. Os projetos devem ser formados por quatro pessoas e com comprovada atuação sobre a agenda das mudanças climáticas, com atenção aos impactos gerados em seus territórios. 

A segunda etapa terá duração de 5 meses, e se dedicará a adensar o trabalho formativo-interventivo junto a 5 coletivos selecionados para participar do ciclo completo. Estes, por sua vez, serão os grupos escolhidos para a gestão e implementação de projetos por meio do capital-semente. Os coletivos também poderão submeter seus projetos ao chamamento global, no qual jovens de todo o mundo apresentam seus projetos. 

Ainda nesta etapa, cada Coletivo receberá um um recurso no valor de R $1.500 a R $4.000. Este recurso visa incentivar, apoiar e oportunizar melhores condições para que os adolescentes e jovens participantes possam iniciar a implementação de seus projetos de intervenção comunitária. 

Por ´coletivos´, entende-se a formação de um grupo organizado para atuarem em uma proposta comum, e que apresente ideias concretas de atuação em algum território pré-definido. Podem ser grupos que já existam previamente, ou não. A aposta é encontrar jovens engajados com experiências anteriores em intervenções e ativismo socioambientais, para refletirem e proporem ações interventoras para a construção do bem viver em seus territórios. 

Serviço

Inscrições: 18 de maio a 24 de junho

Divulgação dos resultados: 01 de julho

Início das atividades: 6 de julho

Inscrição em texto: Preencha o formulário até 24 de junho

Link para inscrição em vídeo: Preencha o formulário e envie seu vídeo até 24 de junho

 

Sobre o Unicef

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Sobre a Viração

A Viração é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua com comunicação, educação e mobilização social para a promoção e defesa dos direitos juvenis. Criada em março de 2003, tem como missão conectar, inspirar e engajar adolescentes e jovens na construção de uma sociedade justa, participativa e plural. Como visão e expectativas de futuro, pretende contribuir para que meninas e meninos tenham direitos garantidos e participem ativamente de transformações socioambientais.