Viração realiza projeto sobre identidade jovem quilombola

O que significa ser jovem em uma comunidade quilombola? A Viração, em parceria com a Enel Green Power, trabalha a questão de identidade e território com jovens quilombolas dos estados do Piauí e da Bahia, em comunidades onde a empresa de energia renovável atua.

O projeto, chamado Geração Jovem, visa oferecer dispositivos que auxiliem a juventude a olhar para si e para o contexto social em que está inserida e, a partir desse olhar crítico, conseguir desempenhar e participar ativamente de assuntos relacionados a sua própria comunidade.

As atividades tiveram início em outubro de 2016, com um concurso que levou três jovens das comunidades Araçá-Cariacá, em Bom Jesus da Lapa (BA); Riacho do Anselmo, em São João do Piauí (PI); e Lage dos Negros, em Campo Formoso (PI), para a 12ª Conferência Internacional da Juventude das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas – COY, em Marraquexe, no Marrocos, entre os dias 4 e 6 de novembro. Lá, os jovens puderam representar suas comunidades e repensá-las do ponto de vista ambiental, relacionando a temática com suas identidades e capacidade de promover a mudança.

Cobertura da 12ª Conferência Internacional da Juventude das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas – COY

Para José, um dos vencedores do concurso, a experiência da COY12 foi um espaço de fortalecimento, “Hoje sinto que posso chegar lá e orientar a galera da minha comunidade. Somos fortes. Não sou só eu, tem gente do mundo todo tentando”, diz.

Além dos vencedores do concurso, cerca de 100 jovens de comunidades quilombolas participaram de encontros e oficinas sobre identidade e juventude, e discutiram a atuação do jovem em suas comunidades.

Um dos encontros teve como pauta a valorização da identidade cultural por meio de atividades de contação de histórias e debate sobre a cultura negra no Brasil. Os jovens foram instigados a buscar outras histórias em suas comunidades e encontrar nelas suas raízes. Em um segundo momento, discutiu-se temas como cidadania e direitos da juventude na perspectiva dos jovens participantes.

Todas as atividades foram realizadas pela equipe Viração em encontros mensais presenciais, além de constante comunicação entre os jovens participantes e os educadores por redes sociais. O projeto acontecerá até o mês de julho.