Delegação europeia visita terras indígenas dos Guarani Kaiowá

De 23 a 28 de agosto, uma delegação de oito observadores pelos direitos humanos da Itália, Alemanha, Espanha e Portugal estarão visitando as terras indígenas do povo Guarani Kaiowá, no Mato Grosso do Sul. O membro fundador da Viração Educomunicação, Paulo Lima, integra a delegação europeia.

O objetivo dos observadores internacionais é, sobretudo, conhecer a situação em que se encontra um dos povos mais ameaçados pela investida do agronegócio no Brasil, discutir formas de cooperação internacional e estabelecer canais de comunicação direta entre uma rede de apoio que se está criando na Europa e as comunidades Guarani Kaiowá.

Representando diferentes organizações sociais, coletivos e redes de solidariedade internacional de seus respectivos países, os observadores serão acompanhados por algumas lideranças e outros membros que fazem parte do Conselho Aty Guasu, a Grande Assembleia Guarani Kaiowá.

No programa estão previstas visitas aos acampamentos à margem de rodovias, às aldeias, às àreas de retomada e aos lugares onde recentemente foram encontrados corpos de indígenas Guarani Kaiowá que eram tidos como  desaparecidos.

Em suas agendas os ativistas também se encontrarão com estudiosos e representantes de entidades que há anos contribuem para a defesa dos povos indígenas da região. A ideia é ainda produzir boletins diários para informar suas entidades, rádios, jornais e redes sociais com os quais estão em contato na Europa.

 

Para contatos com os integrantes da delegação europeia:

Paulo Lima

E-mail: paulo@viracao.org

Tel.: (011) 94104 1241