Conheça o projeto da Viração de enfrentamento ao HIV/Aids

Viva Melhor Sabendo Jovem (VMSJ) é uma estratégia em saúde que visa ampliar o acesso de adolescentes e jovens ao teste para o HIV, por meio de acolhimento, encaminhamento e adesão ao tratamento para o público reagente, bem como o acesso às informações sobre prevenção e autocuidado, através da realização de testagem extra muros entre pares. A formatação da estratégia com foco no público juvenil é uma iniciativa do UNICEF e, em São Paulo, é realizada pela Secretaria Municipal da Saúde, com parceria técnica da Viração Educomunicação.

O projeto, iniciado em meados de 2015, se estrutura a partir de ações de comunicação e da realização de intervenções urbanas com unidade móvel de saúde, onde são ofertados testes de fluído oral anti-HIV, gratuitamente, além da distribuição de insumos de prevenção.

Os testes são realizados por agentes jovens de prevenção capacitados pelo Programa Municipal de DST e aids e participantes de um processo de formação da Viração.

Verônica, de 24 anos, é uma das jovens agentes do VMSJ. Para ela, a iniciativa “é uma chance de ser multiplicadora, é pegar as informações que eu tenho e que adquiri na vida e no projeto e passar para outras pessoas que, talvez, de outra forma não pudessem saber.” Da mesma maneira, Jonathan, de 19 anos, diz “O Viva Melhor é me ver nos jovens que vão procurar o serviço. Porque são jovens iguais a mim, que tinham as mesmas dúvidas que eu tinha, os mesmo medos, as mesmas angústias. Então eu me vejo no outro e posso ajudar com a minha experiência igual à dele.”

Durante as ações de testagens, os jovens passam por diversas experiências, aprendendo e transmitindo aprendizados. Moisés, de 19 anos, outro jovem agente, conta que “cada ação é uma experiência nova, nós seguimos nossos padrões e procedimentos, mas cada dia é uma coisa nova.”

12819225_659335007543065_20881244968406428_o

Em 2015, foram realizadas 278 testagens em São Paulo por 9 agentes jovens formados para ações de prevenção e testagem. No segundo semestre de 2016, em apenas 1 mês de atuação, foram mais de 150 testagens, e o projeto continua. Além disso, a Viração promove diversas oficina de sensibilização e formação sobre mobilização social, gênero, sexualidade, DST/HIV e Aids, que contam com a participação de adolescentes e jovens.

Além da testagem, os jovens produzem peças de comunicação como banners, adesivos e camisetas, além de um canal de comunicação no Facebook que conta com 8.125 curtidas, para ampliar o incentivo a prevenção, testagem e tratamento, além de quebrar preconceitos relacionados à DSTs.

Acompanhe nossas postagens e curta a página do VMSJ e da Viração para saber mais sobre nossa atuação contra DSTs e HIV/Aids.