Associação africana destaca-se por iniciativas de Educom

Gravidez na adolescência é o tema da vez para jovens da associação EducommunicAfrik, uma entidade de Burkina Faso, país da região sub-saariana da África. Oficializada em 2012, a associação é composta por jovens que antes integravam a Agência Burkinabé, articulada em 2010 a partir de uma formação em educomunicação oferecida no país pela Viração Educomunicação e pelo Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo (NCE/USP), no contexto do Congresso da União Católica Internacional de Imprensa (UCIP), em Ougagougou, capital do país. Naquele ano, participaram da formação cerca de 200 jovens jornalistas.

A educomunicação foi inserida, nessa ocasião, nas resoluções do Congresso da UCIP, legitimando a parceria interntacional entre Viração, NCE e Agência Burkinabé e, culminando com a criação da Associação EducommunicAfrik, em 2012. Hoje, a associação investe no audiovisual como forma de sensibilizar a juventude para a necessidade da prevenção. O objetivo das produções dos jovens da EducommunicAfrik é subsidiar debates e cursos em escolas e centros de cultura do país.

Além de se dedicar ao tema, a associação demonstra já é reconhecida por sua incidência política em âmbito continental. A União Africana convidou a EducommunicAfrica para participar, no final do ano passado, da elaboração do documento Youth Engagement Strategy (YES), uma ação coordenada entre países do continente.

De Burkina Faso para o mundo

A Agência Burkinabé, principal entusiasta da Educomunicação no país africano, tem expandido o campo no país por meio de parcerias com ministérios e com a prefeitura da capital. Além disso, vem estabelecendo conexões com programas internacionais da UNESCO, como o Global Alliance for Partnership on Media and Information Literacy (GAPMIL) e a Global Alliance on Media and Gender (GAMAG).

Tá na Mão

Confira o blog do Educommunic Afrik, todo em Francês, clicando aqui!